CANAIS DE VENDA
(15) 98826-2617
CHAT
WHATSAPP
E-MAIL

Confira 5 investimentos inteligentes para fazer com o saque do FGTS

Dicas

Com a expectativa de injetar mais de R$ 30 bilhões na economia brasileira, o Governo Federal liberou recentemente os saques nas contas inativas do Fundo De Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Além disso, nas situações previstas em lei o trabalhador também pode sacar os recursos do Fundo.

Portanto, se você está entre as pessoas que têm o direito de receber esse recurso, é bom saber como usá-lo para fazer com que ele se multiplique. No post de hoje elencaremos sete dicas de bons investimentos com o saque do FGTS que você pode fazer.

Confira!

1. Regularize a sua situação financeira

Usar o dinheiro do FGTS para regularizar a própria situação financeira é uma das opções de investimento mais inteligentes que pode ser adotada por quem tem dívidas a pagar. Portanto, se você está nessa situação, uma boa ideia é liquidar o que deve. Considere que o dinheiro extra está lhe oferecendo uma ótima oportunidade de se livrar das dívidas e de obter maior tranquilidade financeira.

É fato que o endividamento, às vezes, é necessário e até pode ocasionar boas conquistas. Porém, é importante que ele seja bem planejado e que permaneça compatível com os rendimentos de quem se endivida.

Se a sua dívida é com o cartão de crédito, com o cheque especial ou com empréstimos bancários, vale ressaltar que você tem a chance de se livrar dos altos juros que as instituições financeiras cobram, o que pode ser visto como um investimento com retorno certo. Afinal, o que é gasto com juros não resulta em nenhum benefício para quem paga, certo?

Aliás, é importante destacar que a antecipação de pagamentos de empréstimos pode resultar em benefícios reais. Muitas vezes, antecipar parcelas ou a quitação de dívidas implica em desconto dos juros que são cobrados sobre os vencimentos futuros e você pode aproveitar esta ocasião para negociar essa vantagem.

2. Faça as compras necessárias pagando à vista

Existem despesas que realmente precisam ser feitas e que estão longe de representar um gasto supérfluo. Ao contrário, elas significam investimentos que retornam como contribuição para a qualidade de vida das pessoas.

Portanto, quem percebeu que já passou a hora de trocar algum eletrodoméstico ou os móveis da casa, por exemplo, pode investir o dinheiro do FGTS para adquirir esses produtos.

Mas, atenção! Se existem algumas compras verdadeiramente necessárias, faça-as com pagamento à vista. Agindo assim, você terá maior poder de negociação e poderá pedir descontos e outras vantagens — como o frete grátis, por exemplo.

3. Títulos de baixo risco

Você não tem nenhuma dívida para pagar e não há nenhuma compra que precisa ser feita? Isso é ótimo! Significa que o seu dinheiro poderá ser destinado para alguma aplicação financeira e o melhor a fazer é optar pelas de baixo risco.

Nessa linha, estão os títulos de renda fixa que são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), como o Certificado de Crédito Bancário (CDB), a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio.

Estes são investimentos seguros, que apresentam rentabilidade superior à da Caderneta de Poupança. Portanto, em vez de simplesmente gastar o dinheiro ou de se aventurar em situações arriscadas de investimento, é muito mais interessante aplicar o saldo do FGTS em títulos de renda fixa.

Afinal, gastar o dinheiro sem necessidade real é quase igual a perdê-lo. Ainda que o gasto possa acarretar alguma satisfação momentânea, ele não conseguirá trazer benefícios concretos para a sua vida.

Por outro lado, o investimento reservará o seu capital, proporcionando, inclusive, oportunidades para que gastos supérfluos sejam feitos com maior segurança.

4. Tesouro Direto

Garantir que o trabalhador tenha alguma reserva financeira para quando ele não estiver trabalhando é um dos motivos que levaram à criação do FGTS. Portanto, é conveniente que você pense nisso e que evite desviar o dinheiro daquele propósito que ele originalmente recebeu.

Os títulos do Tesouro direto podem ser uma ótima opção de investimento, que ajudará a manter a garantia prevista para o FGTS.

O Tesouro Direto é um programa criado pelo Tesouro Nacional, em parceria com a BMF&F Bovespa, que permite a emissão de títulos públicos federais. Eles podem ser adquiridos por pessoas físicas pela internet, são extremamente seguros e apresentam boa rentabilidade.

Com o dinheiro investido nesses títulos, você terá uma boa reserva para usar no caso de algum imprevisto ou quando você se aposentar.

5. Comprar imóvel de uma construtora confiável é o melhor investimento com o saque do FGTS

Aplicar seu saque num imóvel na planta é o melhor investimento realmente, desde que você verifique primeiro a reputação da empresa que irá construir o imóvel. Isso é imprescindível pois se a empresa atrasar a sua entrega este investimento poderá se tornar um grande prejuízo. Por isso, procure se informar no mercado sobre a construtora e confirme se a empresa cumpre com o que promete.

O saque do saldo das contas inativas do FGTS pode ser feito naquelas que não receberam qualquer depósito até o dia 31 de dezembro de 2015. Por sua vez, o saldo existente nas contas ativas só pode ser sacado se, pelo menos, uma das condições abaixo for cumprida.

  • se houver término do contrato de trabalho ou rescisão do contrato, quando a empresa encerrar as atividades;
  • se houver rescisão por culpa recíproca ou por motivo de força maior;
  • quando o trabalhador se aposentar, quando ele atingir os 70 anos ou quando falecer;
  • caso titular da conta se torne portador do vírus HIV, de câncer ou se estiver em situação terminal de vida;
  • se o titular da conta for exposto à urgência decorrente de desastre natural;
  • para fazer a amortização ou a quitação de prestações de consórcio ou de financiamento imobiliário;
  • para a aquisição de moradia.

Ora, o dinheiro sacado da conta inativa pode ser investido da maneira que a pessoa quiser, inclusive na compra de um imóvel. Além disso, há previsão de saque do saldo no FGTS para situações específicas de investimento imobiliário.

Portanto, vale frisar que o dinheiro que você tem a receber do FGTS, seja ele de conta inativa ou de conta ativa, pode servir para dar entrada em um imóvel, para dar um lance vencedor no consórcio imobiliário, para fazer o pagamento de parcelas do financiamento imobiliário ou para quitar um financiamento existente.

Ainda, cabe considerar que, caso você tenha algum dinheiro guardado, o saldo do FGTS pode servir para completar o valor do imóvel dos seus sonhos, o que coloca o mercado imobiliário na condição de excelente investimento.

Se você ainda tem dúvidas sobre esse assunto ou se deseja dar a sua opinião, deixe o seu comentário. Queremos saber o que você está pensando e teremos muito prazer em te ajudar!

Confira sua chance de adquirir uma casa em um residencial em Sorocaba

Confira sua chance de adquirir uma casa em um condomínio fechado em Sorocaba

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *