CANAIS DE VENDA
(15) 98826-2617
CHAT
WHATSAPP
E-MAIL

Tipos de investimentos para quem não entende de investimento

Dicas

Conquistar uma segurança financeira é o sonho que a grande maioria das pessoas compartilha. No entanto, atingir esse objetivo não é das tarefas mais fáceis – ao menos, é o que sempre pareceu.

Além de ficar alheio às crises financeiras, esse tipo de posição te permite realizar sonhos e planos – viagens, compras, ou mesmo a tão sonhada aposentadoria tranquila.

No entanto, como atingir esse tão sonhado lugar ao sol?

Investindo seu dinheiro.

E se você não entende nada sobre investimentos, saiba que você também pode fazer o seu capital se valorizar. E nós te contamos como no decorrer desse artigo, vem conferir!

Quem pode investir?

De maneira simples, investir é dedicar parte do seu capital e aplicá-lo de forma a obter rendimentos sobre ele.

Existem no mercado opções que geram maior retorno, em menor tempo. No entanto, os riscos de perdas são bem maiores, o que faz com que não sejam aplicações indicadas para iniciantes ou mesmo quem nunca lidou com qualquer tipo de investimento.

Mas claro, há também outros tipos de aplicações menos perigosas, que soam bem mais atrativas para quem observa de fora.

No entanto, é comum que as pessoas sintam-se inseguras com relação a realizar um investimento. Parece um mundo assustador, restrito à algumas pessoas bem específicas. 

Mas nós podemos te garantir: você também pode se tornar um investidor, e obter rendimentos de forma bastante segura. 

Como?

Nós te contamos: abaixo, listamos 5 dicas de investimentos de baixo risco, que podem oferecer boa rentabilidade e principalmente, estão ao alcance mesmo daqueles que não entendem nada sobre investimentos.

Caderneta de Poupança

Embora não seja um investimento muito atraente no que diz respeito aos seus rendimentos, é a aplicação financeira mais popular e tradicional utilizada pelos brasileiros.

Contribuem com sua popularidade a facilidade  e comodidade com a qual determinado capital pode ser aplicado na poupança.

Também conhecido apenas por poupança, esse tipo de investimento funciona de forma simples: você abre uma conta, aplica determinado valor e recebe rendimentos sobre esse capital, enquanto estiver guardado.

No entanto, esse valor só passa a render algo depois de um mês, quando se completa o “aniversário” da poupança – portanto, retirar o dinheiro antes desse prazo não rende valor algum.

Aliás, falando em rendimento, o cálculo depende do valor da taxa básica de juros, a SELIC – que atualmente se encontra em 2,25% ao ano.

Fundos de Investimento

Os fundos de investimento são compostos por diversos investidores, que são cotistas. Todos compartilham entre si recursos financeiros, com o objetivo de conseguir os maiores lucros pelos menores riscos.

Esse montante é administrado por um gestor especializado, que gere a distribuição dos lucros entre todos os cotistas, de maneira proporcional.

É uma boa opção para quem está iniciando no mundo dos investimentos, pois a busca pelas melhores aplicações fica sob responsabilidade do gestor.

Há o pagamento de taxas administrativas, mas elas são regressivas: quanto mais tempo o dinheiro ficar investido, menores são essas taxas.

Dessa forma, é o investimento ideal para quem busca acumular um bom montante ao longo de um prazo maior.

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Mais um investimento bastante atrativo para quem pretende ingressar no ramo é o Certificado de Depósito Bancário (CDB).

Se trata de um título emitido pelos bancos, que permite que eles consigam dinheiro para financiar todas as suas atividades de crédito.

Ou seja, é um “empréstimo” que o cliente faz para a instituição financeira. Como contrapartida, ele recebe uma rentabilidade diária.

São três os tipos diferentes de CDB:

  • Prefixado, onde os juros são acordados no momento do investimento;
  • Pós-fixado, que utiliza uma taxa de referência para basear seus valores;
  • A terceira modalidade, que paga juros baseados na inflação.

Tem baixo risco, por ser considerada tão segura quanto a Poupança, além de ser garantida pela própria instituição financeira e pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Mas exige valor mínimo de aplicação, que é de cerca e R$500, e o prazo de resgate varia de acordo com o tipo contratado.

Letras de Crédito do Agronegócio (LCA)

As LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) são títulos de crédito emitidos pelas instituições financeiras com o objetivo de obter capital para a realização de financiamentos no setor agrícola.

Quando o cliente/investidor aplica seu dinheiro nestes títulos, é celebrado um contrato com o banco onde lhe é garantido o pagamento de juros sobre o valor investido, em um prazo determinado.

Além de possuir baixo risco, costuma apresentar uma boa rentabilidade – maior do que a da caderneta de poupança, por exemplo.

Aqui também há valor mínimo para aplicação, além de um prazo para resgate e costuma ser recomendado para quem deseja obter bons rendimentos a médio prazo.

Investimento em Imóveis

Não quer se envolver com o mercado financeiro, e ainda assim contar com uma opção segura e rentável de investimento? A compra de imóveis é uma ótima opção.

Seja para a revenda ou, especialmente, para o aluguel, o investimento em imóveis é uma das maneiras mais tradicionais de rendimentos no país.

Entre as principais vantagens que a compra de um imóvel pode proporcionar, estão:

  • Segurança financeira, uma vez que a demanda por imóveis não deixa de existir, além da imunidade à quebras bancárias ou mesmo congelamentos estatais, como já aconteceu com a poupança aqui no Brasil;
  • Valorização, que acontece especialmente em imóveis adquiridos na planta e que contam com boa localização, em bairros que crescem e oferecem melhor qualidade de vida;
  • Aumento no patrimônio pessoal, uma vez que o imóvel é um bem adquirido, e pode ser a renda dos seus filhos no futuro;
  • Renda passiva, uma vez que não é preciso trabalhar para conquistá-la;
  • Diversificação de investimentos para quem já atua dentro do mercado financeiro, uma vez que apresenta riscos e rentabilidade bastante diferentes;
  • Rentabilidade, uma vez que gera um dinheiro extra para o dono, com valores que podem ser reajustados de tempos em tempos.

Aliás, essa rentabilidade pode ser adquirida de algumas formas diferentes, como:

  • Aluguel tradicional;
  • Aluguel por temporada;
  • Revenda após valorização.

Ficou interessado em usufruir de todas as vantagens que o investimento em imóveis na cidade de Sorocaba tem a oferecer? A Construtora Planeta pode te ajudar a ingressar com sucesso nesse novo ramo.

Entre em contato conosco, e venha conhecer as diversas opções de empreendimento que existem em nosso catálogo.

Quer valorizar seu dinheiro? Vem você também ser Planeta!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *