CANAIS DE VENDA
(15) 98826-2617
CHAT
WHATSAPP
E-MAIL

Saiba o que avaliar ao escolher um imóvel

Dicas

Não importa se você está prestes a se casar, sair da casa dos pais, voltar a ser solteiro, aumentar a sua família ou se busca um lar melhor. Escolher um imóvel para morar é sempre um momento marcante na vida de qualquer pessoa. Apesar disso, essa tarefa não é nada fácil e, sem alguns cuidados, pode se tornar uma enorme dor de cabeça.

Para evitar frustrações, o ideal é reconhecer não só as vantagens e as desvantagens do imóvel em si, mas de todo o seu entorno. Neste artigo você vai descobrir quais são os detalhes que mais merecem a sua atenção ao avaliar um imóvel. Confira!

1. Defina preferências e limites pessoais

Muitas pessoas pensam que, ao escolher um imóvel, o primeiro passo é pesquisar e sair de casa para conhecer as opções disponíveis. Por mais que essa hipótese faça sentido, não é bem assim que funciona. Se antes de ir às compras você sempre pensa no quanto pode gastar, por que com um imóvel seria diferente?

Por isso, antes de se aventurar em imobiliárias, visitas e longas conversas com corretores, o ideal é definir os elementos que possam filtrar a sua pesquisa — como limite de valor, número de quartos e bairros de preferência.

Com essa definição em mente será mais difícil fazer escolhas erradas ou se endividar por ter encontrado o “apartamento dos sonhos” por um preço inacessível. Além disso, você economiza tempo e foca somente nas opções que realmente interessam.

2. Compare preços da forma correta

Com o fácil acesso à internet, é muito simples investir em uma boa pesquisa online. Saber a média de preços e as particularidades dos tipos de imóveis nos bairros de seu interesse podem te deixar a par de muitos detalhes relevantes.

Sempre que encontrar alguma oferta interessante, procure compará-la com imóveis semelhantes na mesma região. O cálculo do metro quadrado, que consiste em dividir o valor do imóvel pela sua metragem, demonstrará o quanto está pagando pela área, além aumentar a comparabilidade de suas opções.

Acredite, isso vai te dar muito mais segurança na hora de negociar! Busque observar também o que será entregue junto ao apartamento. O local possui piscina? O condomínio tem área de lazer ou quadra de esportes? Os cômodos estão recém-reformados? O revestimento possui algum problema? Tudo isso pesa no valor final.

Sendo assim, é importante avaliar a qualidade do projeto, a construção e o acabamento do imóvel para ter total conhecimento de todas as falhas e dos pontos fortes do local. Estar atento a esses detalhes tornará mais fácil a sua missão de decidir se a oferta vale a pena.

Além disso, levar um profissional tecnicamente capacitado para fazer uma avaliação elétrica, estrutural e hidráulica é um dos principais cuidados a se tomar antes de fechar o negócio. Lembre-se que entregar a moradia em boas condições de uso é obrigação da imobiliária e do proprietário.

Também é interessante procurar informações sobre a idoneidade das imobiliárias de sua cidade, saber quais são as mais valorizadas pelo público e checar se os valores estabelecidos por elas são compatíveis com os praticados atualmente pelo mercado imobiliário.

3. Verifique se o bairro atende todas as suas necessidades

Caso tenha encontrado uma oferta interessante em uma localização diferente da que você procurava, é importante avaliar quais são suas prioridades e observar se as características do bairro são capazes de atendê-las.

Além de ter certeza de que ele oferece serviços básicos para garantir o seu conforto — feiras livres, farmácias, padarias, salões de beleza, restaurantes e academias —, tenha em mente que cada região possui uma “personalidade”, que pode ou não combinar com a sua.

Existem bairros familiares, tradicionais e tranquilos, enquanto outros são mais jovens, sofisticados e agitados. Como é a região em que você mais gostaria de morar? O local em questão corresponde às suas expectativas?

Para tirar de vez as suas dúvidas, busque conhecer a sua futura vizinhança. Converse com comerciantes e moradores e descubra quem, de fato, mora naquele lugar.

4. Confira os custos do condomínio

O valor de um condomínio é estabelecido, basicamente, pelas necessidades do local. Sendo assim, ele é formado pela soma das suas despesas de conservação, salário de funcionários (porteiro, jardineiro, etc.) e benefícios que oferece.

Ao encontrar algum apartamento que te agrade, verifique quantas vagas de garagem você terá direito e se você terá acesso às áreas de lazer — parquinho para crianças, salão de festas, quadra de esportes e piscina. Isso tudo conta no valor final.

Além disso, a quantidade de unidades que o condomínio possui também exerce influência no preço. Quanto maior o número de apartamentos, menor será a taxa condominial de cada morador, já que as despesas mensais serão divididas entre um maior número de pessoas.

5. Verifique o potencial de valorização de acordo com a localização

Normalmente, sempre é recomendado comprar imóveis com uma perspectiva investidora, ainda que você esteja procurando um local para morar. Afinal, quem compra um apartamento em um bairro com bom potencial de valorização pode fechar um negócio vantajoso.

Além de pagar por algo que valerá muito mais no futuro, você provavelmente vai desfrutar de um bom custo-benefício quando sua região melhorar e crescer. Unidades localizadas em regiões centrais, por exemplo, sempre terão alta demanda e poderão render muito dinheiro no futuro.

No entanto, alguns bairros mais residenciais podem receber investimentos da prefeitura — como inaugurações de áreas de lazer e reformas estruturais, o que valoriza e encarece o local.

Por isso, mantenha-se informado para saber quais são as tendências de crescimento de cada região. Um corretor ou especialista na área pode te ajudar bastante nessa tarefa.

6. Conheça os custos pós-entrega

Engana-se quem pensa que o pagamento do custo do imóvel é o que provoca maior impacto no seu orçamento. Afinal, a maioria das propriedades são entregues sem equipamentos e móveis (como armários, piso, aquecedores, ventiladores, iluminação), certo?

Todos esses fatores exercem um peso significativo no seu bolso. Por isso, é importante contemplar e somar esses detalhes ao valor a ser pago pelo imóvel com o intuito de evitar imprevistos e dificuldades financeiras no futuro.

Por outro lado, algumas construtoras ou imobiliárias podem entregar o imóvel completo e com as áreas comuns totalmente equipadas. Em alguns aluguéis, o inquilino pode contar até com um apartamento mobiliado.

Essa simples diferença já é capaz de eliminar muitos gastos após a entrega do imóvel, além de acabar com as dores de cabeça causadas por reformas, instalações e melhorias na sua nova morada.

7. Certifique-se da credibilidade de entrega e dos serviços pós-entrega

Nunca deixe de pesquisar o histórico da sua construtora e avaliar sua reputação, verificando quantos empreendimentos já foram entregues onde você mora, certificando-se da credibilidade de quem vai fazer o seu imóvel.

Além disso, é interessante poder contar com garantias e com uma boa assistência técnica logo após a entrega — afinal, como você já sabe, os custos causados por alguns detalhes nesse momento podem onerar (e muito!) o novo proprietário.

Sendo assim, pesquise sempre! Ao procurar uma empresa para ajudar você a realizar seu sonho, busque recomendações de amigos, procure depoimentos e classificações de outros clientes online — jamais se dê por satisfeito apenas com as informações presentes no site oficial.

Por fim, não se mude sem a certeza de que seu novo lar possuirá uma excelente estrutura. Afinal, tendo em vista o tamanho do seu investimento financeiro, é muito importante que você goste e se sinta totalmente satisfeito com o local onde vai viver.

Agora que você já sabe tudo o que deve ser avaliado na hora de escolher um imóvel, conte com ajuda profissional para cuidar de todos os detalhes dessa decisão tão importante. Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *