CANAIS DE VENDA
(15) 98826-2617
CHAT
WHATSAPP
E-MAIL

O que analisar antes de escolher uma região para morar?

Dicas

Na hora de escolher uma região para morar, é essencial definir critérios que sejam capazes de garantir que o local escolhido será o mais apropriado para as suas necessidades e para a qualidade de vida que você deseja.

Afinal, com todos os problemas que os grandes centros urbanos enfrentam, esse tipo de decisão exercerá influência direta no dia a dia das pessoas que vão ocupar o novo imóvel.

Além disso, também é preciso considerar a questão patrimonial e financeira. Vale destacar que existem regiões que oferecem imóveis de alto padrão por preços muito atrativos e com ótimas perspectivas de valorização.

Neste post, vamos apresentar 7 parâmetros relevantes que ajudarão você a tomar a decisão mais acertada. Confira!

Capital ou interior

Em um passado não tão distante, era muito comum que as pessoas migrassem do interior para a “cidade grande”, que era como muita gente se referia às capitais. Naquela época, era natural que fosse assim: nas capitais estavam as melhores escolas e as boas oportunidades de emprego e de desenvolvimento profissional. Assim, para quem quisesse evoluir, a escolha pela cidade grande era quase obrigatória.

É possível dizer que esse fenômeno social exerceu grande influência sobre o crescimento exagerado das capitais. Por consequência, surgiram as tantas dificuldades que elas enfrentam.

No entanto, gradativamente, essa realidade foi se transformando, e o interior também passou a ser visto como uma boa opção de moradia, sobretudo por quem deseja conciliar uma boa qualidade de vida com as oportunidades de trabalho e escola.

Com o crescimento da economia brasileira, houve um aquecimento nas economias locais e a expansão dos mercados associados a elas. Ao mesmo tempo, as cidades interioranas foram se conectando às capitais, o que favoreceu a modernização daquelas que apresentavam mais atrativos.

A escolha por morar em uma cidade do interior se tornou possível — sem que isso significasse perder oportunidades de trabalho ou não receber uma boa educação. Pelo contrário: na verdade, com a modernização do interior, várias cidades abriram vagas de emprego para todos os níveis (inclusive para os mais elevados), além de escolas de ótima qualidade.

Mesmo assim, ainda prevalece no interior a tranquilidade que as capitais não têm — o que é um privilégio para quem mora nelas.

Por exemplo, hoje, quem mora em Sorocaba tem um ótimo padrão de vida, com acesso a todos os confortos que a capital oferece. Porém, se mesmo assim a pessoa quiser ou precisar ir a São Paulo por qualquer motivo, o acesso pode ser feito com facilidade em uma viagem de 100 quilômetros que não vai muito além de uma hora.

Trânsito saturado

O trânsito das capitais é uma das principais causas de estresse da população. Com os engarrafamentos absurdos que ocorrem rotineiramente, um trecho de poucos quilômetros exige horas para ser percorrido. Com isso, quem é pontual com os compromissos precisa iniciar a viagem com muita antecedência para não correr o risco de se atrasar.

Em uma cidade do interior, essa situação é muito menos grave. Ainda que algumas já tenham o trânsito relativamente sobrecarregado, nada se compara à situação terrível das capitais.

Boas relações

A oportunidade de criar e manter boas relações interpessoais está entre as melhores características das cidades do interior. Nelas, ainda impera aquele conceito do lugar onde “todo mundo conhece todo mundo”. Como há facilidade nos deslocamentos e uma rotina muito menos acelerada do que nas capitais, é possível encontrar os amigos com maior frequência, o que é sempre bom.

O mesmo vale para os relacionamentos afetivos, inclusive para o casamento e as relações familiares. Com a vida menos agitada, é possível dedicar mais tempo e carinho aos assuntos de interesse do casal ou dos filhos, o que é muito saudável.

Em sentido contrário, quem mora na capital, às vezes, passa meses ou até anos sem encontrar com os amigos. Nos casamentos e namoros, a vida desgastante muitas vezes chega a prejudicar o relacionamento, uma vez que, cansados, os parceiros nem sempre estão dispostos para se dedicarem um ao outro da maneira como deveriam. Da mesma forma, os filhos não recebem a atenção adequada, o que não é nada bom para a educação e para a estrutura emocional das crianças e dos adolescentes.

Sensação de pertencimento

A frieza e a impessoalidade que muitas vezes existem nos grandes centros isolam as pessoas, impedindo que elas se sintam verdadeiramente integradas a uma comunidade.

Por isso, aquele sentimento de pertencer a um lugar e de estar conectado a ele de várias formas pode não ser tão vivo, em uma capital, quanto seria em uma cidade menor, o que pesa muito ao escolher uma região para morar.

No interior, onde o contato entre as pessoas é mais regular e frequente, esse sentimento encontra o ambiente adequado para se desenvolver de maneira muito mais sólida. Esta característica de pertencimento também aparece com destaque para os jovens que estão em fase de formação de opiniões e personalidade.

Ritmo

Atualmente, muitas cidades do interior já se desenvolveram ao mesmo ponto de grande parte das capitais brasileiras. A cidade de Sorocaba, por exemplo, tem em torno de 650 mil habitantes atualmente. Ou seja, é praticamente a mesma população de Aracaju, capital de Sergipe. Porém, considerando a região metropolitana da cidade, esse número chega perto de 2 milhões de habitantes, a mesma população de Curitiba, no Paraná.

Ainda assim, a vida em Sorocaba é muito menos agitada do que em São Paulo. De fato, esse é um ponto alto para quem está em busca de uma vida mais sossegada e deseja criar os filhos longe do estresse da capital, mas não dispensa uma boa infraestrutura de comércio e serviços.

Sem monotonia

Porém, é preciso considerar que, mesmo sendo menos agitadas, as cidades do interior que estão em um bom patamar de desenvolvimento não são nada monótonas: elas mantêm um calendário de eventos bastante intenso, com atrações para todos os gostos.

Além disso, existem bares, restaurantes e baladas de alta qualidade, que tornam a vida noturna bastante animada — tudo isso com a grande vantagem do acesso rápido, que dispensa a necessidade de grandes deslocamentos.

Custo

Por fim, vale destacar que existem imóveis com alto padrão no interior, porém a preços muito mais atrativos do que os ofertados nas capitais. Em função das boas qualidades da vida interiorana, esses imóveis contam com um ótimo potencial de valorização — o que os torna interessantes também pelos pontos de vista patrimonial e de investimento.

Estamos certos de que, a partir desses critérios, você terá segurança na hora de escolher uma região para morar. Porém, se ainda ficou alguma dúvida ou se você precisar de mais orientações sobre o assunto, entre em contato conosco. Teremos a maior satisfação em ajudar você!

Conheça o novo lançamento da Construtora Planeta: o casa em condomínio horizontal Tirreno Residences!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *