CANAIS DE VENDA
(15) 98826-2617
CHAT
WHATSAPP
E-MAIL

Cozinha planejada: o passo a passo para ter a cozinha dos sonhos

Decoração

Montar uma cozinha confortável e bonita e que otimize a logística diária, muitas vezes, é um desafio. Para algumas pessoas, o planejamento e a execução do projeto e da obra são um processo cansativo, que demora para chegar ao resultado esperado.

No entanto, nós sabemos que não precisa acontecer dessa forma, já que construir uma cozinha planejada para espaços reduzidos pode ser feito com perfeição quando somos objetivos.

Isso quer dizer que existe um passo a passo para ter a cozinha dos sonhos? Se você acredita que a resposta é sim, acertou em cheio! Atualmente, o desenvolvimento de espaços otimizados é uma tendência, auxiliando o planejamento e construção de ambientes que facilitam o seu dia a dia.

Neste artigo, separamos um passo a passo claro e objetivo para você seguir e montar uma cozinha que alie o seu senso estético à praticidade e funcionalidade que esse ambiente deve oferecer. Acompanhe!

Projete o plano de construção

A construção de uma cozinha eficiente, assim como qualquer outra atividade, precisa começar no planejamento. Sem uma organização clara, fica muito difícil determinar o início das operações, o que facilita o surgimento de imprevistos e incômodos que poderiam ser evitados.

É por isso que o primeiro passo nada mais é do que projetar o seu plano de construção. Nele, você precisa elencar o seu orçamento, determinando os custos previstos com a produção; estabelecer um modelo de cozinha e definir um cronograma de obra. A seguir, explicamos cada uma dessas etapas para você. Confira!

Monte um modelo de cozinha a ser desenvolvido

Não é nenhum mistério que as cozinhas devem oferecer praticidade e funcionalidade, não é mesmo? Afinal, ninguém deseja ficar horas preparando alimentos sendo que precisa resolver outras tarefas ao longo do dia. Ao mesmo tempo, esse ambiente precisa garantir conforto e bem-estar, proporcionando a sensação de aconchego.

Isso só pode ser atingido quando você define o modelo de cozinha que deseja. Para isso, é fundamental conhecer os seus gostos decorativos e, é claro, as dimensões disponíveis para fazer as modificações. Assim, a nossa dica é pesquisar referências na internet e montar uma pequena pasta com imagens que representem os seus gostos, combinado?

Defina o cronograma de montagem

Com o modelo pronto, está na hora de definir o cronograma de montagem. Via de regra, essa etapa é feita com o engenheiro ou arquiteto responsável pela obra. Assim, aproveite para conversar com a equipe sobre as melhores horas para realizar as modificações, principalmente se você mora em um apartamento, e estabelecer os prazos ideais.

Isso traz mais controle para você e sua família e garante que a obra ou reforma fique pronta no momento esperado, evitando o desconforto com os atrasos. Além disso, ao ter um cronograma eficiente, os colaboradores tendem a trabalhar com mais facilidade, pois já conhecem as datas de entrega.

Estabeleça o orçamento previsto

Somente após você ter em mente o seu estilo decorativo, alinhá-lo com o modelo de cozinha e determinar os prazos da construção é que é possível estabelecer o seu orçamento. Afinal, a equipe já conhece quais serão os móveis produzidos, os materiais escolhidos e as dimensões de cada equipamento.

Assim, ao determinar o quanto será investido no seu conforto e bem-estar, é possível realizar um planejamento financeiro que acompanhe o cronograma de montagem.

Essa harmonização oferece mais segurança para você, ao saber onde está colocando o seu dinheiro e quando receberá o retorno, e à equipe, que sente mais motivação em entregar um serviço de qualidade.

Conheça métodos para aproveitar espaços

Para concluir essa primeira etapa, é necessário identificar as melhores formas de aproveitamento de espaços. Novamente, esse trabalho pode — e deve! — ser feito em conjunto com os colaboradores da montagem, para otimizar a construção. Mas, afinal, por que é tão importante conhecer os métodos de otimização?

Bom, ainda que o espaço destinado à cozinha seja grande, ter móveis planejados exige um conhecimento aprimorado em relação à otimização de ambientes. Isso, porque você pode investir em mobílias multifuncionais que auxiliem a preparação de alimentos ao mesmo tempo em que delimitam ambientes de circulação e confraternização.

Escolha a mobília

Com a primeira etapa pronta, está na hora de seguir para o segundo momento: escolher a mobília. Até aqui, você já definiu o seu estilo decorativo e determinou um orçamento com base no cronograma e nos métodos de aproveitamento de áreas, não é mesmo? Agora, você utilizará todo esse conhecimento para definir quais serão os móveis.

Mas não estamos falando de mobílias planejadas? Pois é, ainda que sejam construídas especialmente para a sua cozinha, você precisa determinar o modelo do móvel, o tamanho necessário e, é claro, o material utilizado. Nos próximos tópicos, você pode conferir como fazer isso com tranquilidade e perfeição.

Priorize as peças multifuncionais

Lembra que comentamos sobre as peças multifuncionais? Nas plantas inteligentes, elas são excelentes ferramentas que aproveitam os espaços da sua cozinha e conseguem otimizar o preparo de alimentos, além de deixar o seu ambiente com um toque especial e personalizado.

Por exemplo, se você optar por uma cozinha americana, com uma bancada que delimita o seu espaço, por que não investir em gavetas embutidas para guardar as panelas e outros utensílios maiores? Além de facilitar o acesso a esses equipamentos, você consegue manter o ambiente sempre belo e organizado.

Pesquise materiais adequados

Outro ponto fundamental para ter a cozinha dos sonhos é utilizar os materiais adequados. Imagine optar por bancos de tecido para a sua bancada em um ambiente úmido e com gordura. Pois é, além de ser difícil de limpar, a vida útil desse objeto tende a diminuir, sendo necessário trocá-lo com frequência.

Para que isso não aconteça, converse com a equipe responsável pela construção e defina os materiais que você deseja ter na sua cozinha moderna e funcional. Normalmente, as placas de mármore ou porcelanato para a pia são mais indicadas, assim como a madeira é a melhor alternativa para as bancadas, ilhas e mesas.

Combine os móveis com o estilo de decoração

Para complementar o tópico anterior, você pode — e deve! — combinar os móveis e materiais com o estilo decorativo. Vamos pensar em um exemplo para facilitar? Imagine que você tenha determinado a temática industrial como base para a sua decoração.

Misturar tonalidades claras e escuras, com detalhes em materiais metálicos, é uma excelente forma de manter a continuidade em todo o ambiente.

Defina os acabamentos

Com as duas etapas finalizadas, seguimos para o terceiro e último momento do planejamento desse ambiente: estabelecer os acabamentos. Aqui, é fundamental conhecer as tendências decorativas e alinhá-las ao seu estilo, combinado? Isso faz com que exista continuidade entre os outros cômodos e a sua cozinha.

Além disso, lembre-se de determinar os detalhes de finalização, como os melhores tipos de rejunte, a tonalidade das mobílias e dos utensílios, as melhores formas de iluminação e ventilação e os tipos de rodapés e puxadores. Cada um deles fornecerá um movimento diferente ao cômodo, trazendo mais ou menos conforto de acordo com o seu objetivo.

Você percebe como ter uma cozinha planejada para espaços reduzidos é uma excelente forma de garantir um ambiente coerente com a sua personalidade, além de otimizar a sua logística familiar?

Pois é, ao seguir este passo a passo, você consegue construir um cômodo que corrobora com seus desejos e expectativas, minimizando os incômodos que as obras e reformas podem causar.

Gostou das nossas dicas? Então não deixe de ver nosso e-book sobre cozinha planejada. Clique aqui e baixe agora!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *