CANAIS DE VENDA
(15) 98826-2617
CHAT
WHATSAPP
E-MAIL

Afinal, como escolher o imóvel certo para investir?

Dicas

O aumento da população nas cidades fez com que houvesse uma forte demanda por moradia nas últimas décadas. Por causa, também, do eterno fantasma da inflação que assola o nosso país, o brasileiro confia na segurança do mercado imobiliário e deseja escolher um imóvel para investir.

Recentemente, o Governo Federal liberou o saque das contas inativas do FGTS, garantindo, ao longo de 2017, uma injeção de mais de R$48 bilhões — e quem decide como será feita a utilização desse dinheiro é o trabalhador.

Nesse cenário, o brasileiro se viu, novamente, diante da oportunidade de realização do sonho da casa própria. Mas em meio à oportunidade, surgem as dúvidas: afinal, como escolher um imóvel certo para investir?

Continue a leitura e saiba tudo o assunto!

É seguro investir em imóveis?

O setor imobiliário viveu um ciclo de alta expressiva entre os anos de 2008 e 2012, período em que foram batidos os recordes de financiamentos e imóveis vendidos. Mas a crise econômica chegou, e esse mercado acabou enfrentando um cenário de incertezas, com uma forte alta nos preços e uma baixa procura.

Atualmente, o mercado imobiliário vem se recuperando e já consegue apresentar para o seu público ofertas que são extremamente mais vantajosas.

Quem pensa em comprar um imóvel para investir precisa avaliar se este é o melhor momento. Como a situação está delicada em todos os mercados, quem pretende investir no setor agora, precisa ter dinheiro e liquidez.

Em entrevista à Infomoney, o professor de finanças Arthur Vieira de Moraes, especialista em fundos imobiliários, explica que esse “é o momento certo para caçar pechinchas e ter em mente que o retorno financeiro virá a longo prazo”.

Isso significa que o momento é ideal para que você fique de olho nas oportunidades. Porém, tenha atenção redobrada para não investir em algo agora e, no futuro, se arrepender.

O desejo em investir em imóveis deve ser acompanhado de muitas pesquisas e negociações com os vendedores. Uma boa negociação garante uma compra consciente e, consequentemente, um lucro no futuro.

Se você possuir condições financeiras para investir em imóveis, saiba que estamos em um momento muito favorável para que o seu investimento seja bastante lucrativo. A baixa procura por parte dos compradores deu margem para que ofertas mais agressivas por parte dos investidores, obtendo assim sucesso na negociação. Se você dispõe de recursos para quitar totalmente ou parcialmente um imóvel, veja como a situação se encontra favorável:

A segurança do investimento em imóveis

O imóvel é um patrimônio físico, que está ao alcance de suas mãos. Ele pode ser visto, tocado e apreciado. Diferentemente de uma poupança ou uma conta bancária — que em outros tempos foram alvos do Governo Federal —, o imóvel é seu e ninguém tira. Ao longo do tempo, você pode fazer melhorias nele, visando sua valorização.

A oportunidade de uma renda contínua

Um imóvel bem escolhido é uma fonte de renda vitalícia. Todos nós precisamos de moradia, porém nem sempre as pessoas têm condições de comprar a casa própria. Nesse caso, elas procuram por um bom imóvel para alugar.

Ao investir em um imóvel, por mais que você não o utilize para moradia própria, ele pode ser destinado para inquilinos, garantindo uma fonte de renda.

O benefício da valorização do imóvel

É muito difícil que um imóvel perca valor no mercado. Cuidando dele e garantindo que tudo esteja em perfeita ordem, a tendência é que o imóvel valorize cada vez mais. Um dos pontos que garantem essa valorização é o desenvolvimento da região onde ele se encontra. Ela se dá, entre outras coisas, pela construção de:

  • ruas;
  • avenidas;
  • shoppings centers;
  • supermercados;
  • prédios comerciais;
  • praças etc.

As previsões para o mercado imobiliário

Especialistas do segmento imobiliário apontam que, por causa do cenário econômico brasileiro, os preços dos imóveis devem se manter em baixa, o que facilita, para o investidor, encontrar preços interessantes em diversas regiões. De acordo com o Índice FipeZap, em 2016, os preços dos imóveis sofreram queda real de 3,62%.

A chance real de sair do aluguel

Quanto maior for o valor de entrada no imóvel, maior será o seu poder de barganha. Isso significa que as parcelas mensais a serem pagas pela compra da casa ou apartamento ficam mais atraentes e dentro do seu orçamento. Ao invés de pagar esse valor por um imóvel que não é seu, que tal investir isso em algo que está em seu nome?

Como fazer o planejamento e a organização?

A compra de um imóvel próprio é um marco na vida de qualquer pessoa. No entanto, o caminho para que esse sonho se torne real não é muito simples. Quem deseja investir no imóvel dos sonhos precisa de organização e planejamento financeiro.

Uma compra feita por impulso ou sem a avaliação necessária pode impactar negativamente sua vida por um longo período, provocando prejuízos não somente para você, mas para toda a sua família.

Veja a seguir como fazer o planejamento e a organização da compra de um imóvel:

Organize a sua vida financeira

Nós temos a plena consciência de que um imóvel não é nada barato. Para atingir essa conquista, é necessário que você consiga se organizar financeiramente. Tome as seguintes atitudes:

  • analise cuidadosamente o seu orçamento, lançando gastos e receitas em uma planilha;
  • veja a quantia que sobra mensalmente para ser investida na compra do imóvel;
  • tente estabelecer um percentual mínimo de sua renda que deve ser poupado mensalmente;
  • estabeleça uma meta de valor para essa reserva;
  • verifique seu orçamento, caso não consiga alcançar a quantia desejada, e cheque se há gastos a serem cortados;
  • tome nota e ponha em prática os pontos e as atitudes que podem se transformar em economia para ajudar nesse investimento.

Sabendo cuidar do seu dinheiro, a conquista do imóvel dos seus sonhos virá da melhor forma possível.

Invista tudo o que for poupado

Nós sabemos que dinheiro parado é sinônimo de prejuízo, não é verdade? Enquanto você junta a quantia necessária para comprar o seu imóvel, aproveite para aplicar o montante atual em algum investimento financeiro seguro e com um bom retorno, para que ele possa render ao longo do tempo. O ideal é realizar esse investimento em alguma aplicação segura, de renda fixa, que proporcione ganhos estáveis e previsíveis.

Ao analisar as opções de aplicações, busque por uma que tenha uma boa taxa de juros para proteger o seu capital da inflação e, ao mesmo tempo, garantir que ele cresça.

Os títulos públicos do governo rendem mais do que a poupança e têm como vantagem a mesma segurança, além da liquidez e bons prazos. O investimento correto ajuda a diminuir o prazo de pagamento do imóvel e permite que o seu planejamento seja mais concreto e seguro.

Considere a diferença de preço entre imóveis novos e usados

São muitas as diferenças existentes entre um imóvel novo e outro usado. Os usados têm como vantagem o fato de serem mais baratos, mas, ao mesmo tempo, pode ser que eles não estejam em perfeitas condições.

Se a sua opção for por um imóvel antigo, verifique com cautela como estão:

  • instalações hidráulicas;
  • lajes;
  • fiações elétricas;
  • telhados;
  • pisos;
  • revestimentos;
  • estrutura, de forma geral.

Caso seja necessário fazer uma reforma, o valor dela pode não compensar a aquisição de um imóvel nesse estado.

Um imóvel na planta pode parecer mais interessante, pois se trata de um projeto novo, que tem menos chances de apresentar riscos relacionados a problemas estruturais. Em alguns casos, ele pode sair mais caro do que o imóvel usado. A cautela, aqui, deve ser mantida.

É importante que, como comprador, você pesquise o histórico da construtora e verifique juntamente a outros clientes qual é a reputação dela no mercado. No tópico 3, falaremos mais sobre como avaliar e escolher a construtora do seu imóvel.

Faça a sua escolha com calma, sem pressa

A vontade e a urgência em adquirir um imóvel podem ser enormes; mesmo assim, é preciso ter calma. Recomenda-se pesquisar e analisar todas as alternativas disponíveis, antes de tomar a decisão final.

O objetivo, aqui, é encontrar as ofertas que mais têm compatibilidade com as suas necessidades. Como o mercado imobiliário é dinâmico, várias e boas oportunidades podem surgir ao longo de sua pesquisa.

Em determinadas situações, vale a pena continuar no aluguel, ainda que temporariamente, enquanto você se organiza financeiramente para conseguir o imóvel certo para investir.

Caso essa seja a sua situação, aproveite esse tempo para conseguir se planejar melhor e aumentar a quantia que dará de entrada na casa ou apartamento novo. Jamais se deixe levar pelo calor da emoção, pois essa decisão deve ser tomada com bastante calma.

Atenção com os gastos e despesas extras

Atente-se ao fato de que os gastos com a aquisição de um imóvel não estão limitados somente ao valor das prestações e do financiamento. Você vai se deparar com:

  • taxas de transferência;
  • encargos bancários e tributários;
  • documentação e manutenção (IPTU, seguro, condomínio e outros mais).

Por isso, é importante se planejar bem financeiramente e estar com tudo organizado, para não haver surpresa.

Analise com atenção o seu orçamento. Caso perceba que mais da metade de sua renda está comprometida com as despesas desse novo imóvel, repense a compra. Não vale a pena adquirir um imóvel sem ter condições para sustentá-lo. Tome uma decisão inteligente que favoreça a sua saúde financeira.

Como avaliar e escolher a construtora?

Quando vamos comprar qualquer produto ou serviço, sempre temos a curiosidade de saber de quem estamos comprando, não é mesmo?

Como estamos falando de um bem extremamente valioso como um imóvel, que é o sonho de consumo da maioria da população do nosso país, é necessário que tenhamos atenção e cuidado na hora de escolher a construtora responsável pela realização dele.

Abaixo, separamos algumas dicas de como avaliar e escolher a construtora do seu imóvel:

Analise o histórico da construtora

Por mais que você já tenha visto propagandas da construtora na televisão, internet ou em revistas, é importante analisar os imóveis que ela já entregou.

Verifique o padrão de qualidade entregue em seus empreendimentos e se ela respeitou o prazo prometido no início da obra. Essa pesquisa revela informações que são fundamentais para que a sua escolha seja feita de maneira sábia e responsável.

Saiba mais sobre a saúde financeira dela

Essa dica é bastante relevante, principalmente quando você optou por financiar o imóvel (no tópico 5, falaremos mais sobre as formas de pagamento).

Os bancos costumam conceder financiamentos para empresas que estão com a saúde financeira em dia. Por mais que as obras estejam em andamento, você também poderá buscar informações para contratar um financiamento e saber como a saúde financeira da construtora está.

Visite os imóveis que ela já construiu

O projeto, muitas vezes, fica lindo no papel, não é verdade? As projeções são coloridas, bem iluminadas e cheias de detalhes. O fato é que a beleza e o nível de qualidade devem ser refletidos também nas obras já finalizadas.

Visite os imóveis já construídos para conhecer o padrão de qualidade. Você pode até mesmo comparar o que está vendo com os materiais promocionais, por exemplo.

Converse com outros compradores

Nas redes sociais, em grupos ou na página da construtora, é possível encontrar outros compradores de imóveis construídos pela mesma empresa que você está avaliando. Entre em contato com alguns deles e exponha suas dúvidas.

Essas pessoas já passaram pelo mesmo processo que você está enfrentando. Peça dicas, informações e um relato sobre a experiência que elas tiveram no processo de compra.

Verifique o projeto de incorporação

Será que o projeto de incorporação do empreendimento está aprovado pelos órgãos municipais competentes? Será que há o registro do projeto no Cartório de Registro de Imóveis? Uma rápida busca no Google ou nas autarquias municipais ajuda a sanar essas dúvidas.

Pode parecer burocrático demais, mas é essencial para que a sua escolha seja feita com sabedoria.

Leia toda e qualquer documentação

Não tenha preguiça de ler! Leira toda e qualquer documentação referente ao empreendimento e à construtora. A leitura desse material poderá evitar muitas dores de cabeça no futuro.

Conhecimento nunca é demais, não é verdade? Procure ler também toda a minuta do contrato do imóvel. Caso seja necessário, leve a documentação para um profissional habituado com os termos que constam ali.

Compare tudo o que puder

Compare tudo o que você puder, fazendo uma análise de mercado. Aproveite para:

  • verificar a localização do imóvel (daremos mais dicas no próximo tópico);
  • checar a qualidade dos serviços oferecidos;
  • comparar preços e demais pontos necessários que possam influenciar na sua decisão.

Leve o tempo que for preciso! Não esqueça de avaliar tanto o memorial descritivo quanto a planta da unidade que está comprando.

Qual é a importância da localização do imóvel?

A localização de um imóvel é um dos fatores mais importantes que você deve considerar na hora de fazer a sua escolha. Afinal, não seria agradável passar por situações como:

  • morar em um local afastado demais, sem uma boa oferta de serviços por perto;
  • enfrentar algumas horas de trânsito por causa das poucas vias de escoamento do tráfego;
  • se sentir inseguro na região que escolheu para morar.

Diante de possibilidades que podem gerar uma insatisfação no futuro, você precisa observar alguns pontos.

A seguir, listamos os segredos que estão por trás da localização do imóvel. Veja os pontos que devem ser observados para determinar se o bairro é bom ou não e tranquilizar sua mente para fazer uma escolha segura.

Confira as vias de acesso

O primeiro fator que determina a boa localização de um imóvel é a existência de grandes vias de acesso nas proximidades. Confira se, por perto, existem linhas de metrô ou ônibus, pontos de táxi, avenidas e ciclovias.

Quanto mais fácil for chegar na sua futura casa, menos preocupação você terá. Aproveite para calcular o tempo do deslocamento entre a residência e o seu local de trabalho, escola dos seus filhos e outros pontos de interesse.

Liste os serviços que existem por perto

Como é a oferta de serviços ao redor do imóvel que você pretende comprar? Ele se encontra próximo de supermercados, padarias, restaurantes, academias, escolas, hospitais, agências bancárias e demais serviços úteis no dia a dia?

Analise se você vai precisar se deslocar de carro até eles ou poderá ir a pé. Verifique se as respostas estão de acordo com as suas expectativas ou não.

Cheque a segurança da região

O imóvel precisa estar em uma região segura, pois o seu maior bem é a sua família. A área precisa estar bem iluminada, ter policiamento regular ou vigias que atuem na região.

Converse com alguns moradores do bairro e pesquise sobre a região na internet. Exclua das opções os lugares perigosos e de má reputação, pois, ao identificar essas más qualidades, você consegue evitar problemas no futuro.

Leve em consideração a tranquilidade

É muito bom morar em uma área movimentada, com bastante ofertas comerciais. O fato é que, dependendo da região, isso pode ser o equivalente ao caos.

Se você não deseja morar em um lugar assim, preste atenção na quantidade de barulho que é possível se ouvir dos quartos ou salas do imóvel. Será que ele pode afetar as suas noites de sono? Caso você tenha sono leve, considere um lugar um pouco mais tranquilo.

Pense na possibilidade de crescimento do bairro

Às vezes, o bairro não preenche todos os requisitos que desejamos, afinal, nem tudo é perfeito. Se esta é a sua situação, pense na possibilidade de crescimento dele.

A modernização da região pode levar até o seu futuro imóvel toda a oferta de serviços que você deseja em um futuro próximo, além de valorizar o seu patrimônio.

Quais são as formas de pagamento?

A aquisição de um imóvel é um dos maiores símbolos de independência financeira que alguém pode ter. Isso não significa, necessariamente, ter a quantia total para se pagar um imóvel à vista — o que nem todos conseguem.

Seguindo um planejamento adequado, certamente esse sonho poderá ser conquistado e, junto com ele, os benefícios da segurança patrimonial e da satisfação pessoal.

Saiba quais são as principais formas de pagamento na compra de um imóvel.

Pagamento à vista

Essa é, geralmente, a opção mais difícil para as pessoas. Apesar disso, ela merece ser vista com atenção. O imóvel possui um valor alto, é diferente se o compararmos com um carro.

A menos que você já tenha bastante dinheiro guardado, a compra de um imóvel à vista exige disciplina e organização para conseguir economizar. Sendo assim, isso pode levar muito tempo. Por outro lado, o pagamento à vista abre um espaço maior na negociação, gerando um bom desconto.

Financiamento com a construtora

Algumas construtoras financiam, com recursos próprios, os imóveis que vendem. Isso pode oferecer uma maior flexibilidade nas negociações em relação aos financiamentos bancários.

Caso queira recorrer a esse tipo de financiamento, fique de olho nos juros e nas formas de correção. Normalmente, as construtoras seguem o Índice Nacional da Construção Civil (INCC). Após a entrega das chaves, é comum que elas passem a seguir o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) ou o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Financiamento bancário

No financiamento bancário, uma instituição financeira concede o crédito para que você possa pagar parte do valor do imóvel adquirido. Para cada valor de imóvel, existe uma modalidade diferente.

Para saber mais detalhes sobre elas, consulte o seu banco. Se você tem conta ativa no FGTS, saiba que poderá sacá-lo para usar como uma parte do pagamento. Tudo depende da negociação entre você e a instituição bancária.

Consórcio

Os consórcios são regulados pelo Banco Central. O valor do imóvel é condicionado à capacidade de pagamento de cada comprador. Nele, é cobrada uma taxa de administração e o valor que é acumulado ao longo do tempo passa a ser corrigido. O consórcio possibilita uma programação para o recebimento do imóvel, pois uma vez por mês ocorre a assembleia de contemplação — nela, o maior lance recebe a carta de crédito para a aquisição do bem.

Gostou das nossas dicas sobre escolher um imóvel para investir? Siga nossos perfis nas redes sociais e tenha acesso a outras informações que vão fazer a diferença no seu processo de escolha e decisão: venha conosco no Instagram e no Facebook.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *